Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Prostitutas de Portel: Formiguinha



Ela é toda ao contrário, mas todos a amam: assim é Portel
Esta história foi contada por um amigo que não quer seu nome publicado. Encontrei-o na recém inaugurada feira do produtor, local onde antes existia a praia Areião. Em vez de produtos da agricultura, a oferta é cerveja, comida e até prostituição. Homossexuais femininas predominam.

Contou meu amigo que em Portel existia uma prostituta que atendia pelo apelido de Formiguinha. Era famosa entre os homens casados e, também, entre os solteiros. Com muita experiência no ramo da prostituição, Formiguinha logo percebeu um nicho bom pra ganhar dinheiro: a zona rural. Então, a meretriz, talvez pela concorrência na cidade que estava alta, mudou-se para o Pacajá, onde se estabeleceu.

Um dia apareceu por lá um moreno alto, de pele bem escura. Era tão negro que os olhos e dentes se destacavam no conjunto físico do rapaz. Mostrou sua intenção de ficar com Formiguinha, que já tinha uma certa idade, desprezando as putas mais novas. No dia seguinte, Formiguinha amanheceu na sua redinha, toda enrolada. Passou a manhã toda lá e não se levantou. Quando uma de suas meninas perguntou, Formiguinha respondeu: “Nunca vi coisa tão grande na minha vida. Acabou comigo. Desde hoje em diante não quero mais saber dessa vida de prostituta.”

Postar um comentário