Nossa luta pela transparência continua. Aqui você sabe quanto foi repasado à conta do FUNDEB

DO JUIZ AO RÉU, TODO MUNDO LÊ O BLOG EDUCADORES DE PORTEL

terça-feira, 14 de março de 2017

Blog indaga ao MEC sobre início do Novo Mais Educação somente em maio. MEC nega.

Nos dias 5, 7 e 13 de março, o blog Educadores de Portel enviou emails ao MEC a fim de obter algumas respostas que os pais de alunos gostariam de obter em relação ao programa Novo Mais Educação. Como eu já vinha sendo questionado a respeito do funcionamento ou não do programa por pessoas em diversos lugares por onde ando, comecei indagando sobre uma suposta orientação para iniciar as aulas do programa somente em maio. 

Blog Educadores de Portel: Que sugestão o MEC pode proporcionar à sociedade portelense diante de fortes rumores que apontam para o início do Novo Programa Mais Educação no mês de maio do corrente ano? Mas eu já vi publicação do MEC sobre orientação para previsão de início neste mês de março. Como fica essa orientação de começar no mês de março? E haverá outro momento para avaliar e cadastrar os monitores além do dia 27 de março?

MEC: Informamos que o acampamento pedagógico pode ser atendido por mediadores de aprendizagem distintos. Quanto ao comunicado salienta que as escolas deem inicio ao Novo Mais Educação no mês de Março, mas não estabelece que aguarde até o dia 27, esta data define somente a abertura do Sistema de Acompanhamento e Monitoramento do Programa. Peço por gentileza que divulgue essa informação.

Blog Educadores de Portel: Há indícios de que o responsável pelo programa não está compreendendo a orientação dada pelo MEC. Em relação a esse quesito, gostaria que explanasse melhor de forma clara e sucinta.



MEC: Orientamos que a escola se organize para que as atividades do Novo Mais Educação tenham início ainda no mês de março, com a seleção dos voluntários e a composição das turmas. Informamos que o Sistema de Acompanhamento e Monitoramento do Programa Novo Mais Educação será disponibilizado na semana do dia 27/03 para cadastro dos voluntários e alunos participantes, juntamente com um instrumento de avaliação diagnóstica de caráter formativo a ser aplicada aos mediadores de aprendizagem previamente selecionados. Sendo assim, esclarecemos que pode-se dar inicio ao programa Novo Mais Educação e acompanhe a disponibilização do sistema juntamente com a publicação do documento orientador versão.


Blog Educadores de Portel: As escolas consultados de Portel fizeram todas as adesões nos prazos legais para pleno funcionamento em 2017. De acordo com as fontes consultadas, as mesmas tem assumido corretamente todos os prazos, atividades e conseguiram realizar mudanças e alcançaram os objetivos propostos pelos programa. 

Diante de tais respostas e da minha preocupação com o estado crítico da economia e do andamento lacunoso da educação em meu município, pergunto: - Haverá recursos para realizar as atividades assumidas?
- Havendo recursos, como fazer para a secretaria lotar o professor? Há suportes na questão da alimentação?

 - Haverá recursos para a alimentação dos alunos que participaram do novo programa?


MEC: O recurso depositado em conta da escola é referente 60% (sessenta por cento) da 1º parcela do Programa Novo Mais Educação para a execução de 2017, O recurso depositado em conta é somente de CUSTEIO para pagamento de Mediadores da Aprendizagem e facilitadores responsáveis pelo desenvolvimento das atividades e na aquisição de material de consumo e na contratação de serviços necessários às atividades complementares. A execução dos recursos faz parte da autonomia da escola, mas ela tem que observar que o total, o que foi recebido (60%) e que falta receber (40%) juntos devem dar para 8 meses.

Blog Educadores de Portel:  O programa, se não me engano, deveria prever aulas no estilo da educação em tempo integral, mas tenho visto que alguns alunos são selecionados e cumprem carga horária durante as horas a que foi matriculado no curso regular. Esclareça essa situação.


MEC: De acordo com Resolução FNDE nº 26, de 17 de junho de 2013, que dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar prevê recursos para alunos matriculados em escola de tempo integral com permanência mínima de 7 h (sete horas) diárias, desta forma, apenas as escolas que fizerem opção pela ampliação de 1h (quinze horas) semanais receberão recursos extras para a alimentação.


PGR envia 320 pedidos ao STF a partir dos acordos de colaboração da Odebrecht

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira, 14 de março, 83 pedidos de abertura de inquérito, a partir dos acordos de colaboração premiada firmados com 77 executivos e ex-executivos das empresas Odebrecht e Braskem. Também foram solicitados 211 declínios de competência para outras instâncias da Justiça, nos casos que envolvem pessoas sem prerrogativa de foro, além de 7 arquivamentos e 19 outras providências.

Os acordos foram assinados nos dias 1º e 2 de dezembro de 2016 e homologados pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, em 30 de janeiro deste ano. As declarações estão inseridas e diretamente vinculadas à Operação Lava Jato.

Não é possível divulgar detalhes sobre os termos de depoimentos, inquéritos e demais peças enviadas ao STF por estarem em segredo de Justiça. Rodrigo Janot pediu ao relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, a retirada do sigilo de parte desse material considerando a necessidade de promover transparência e garantir o interesse público.

Antes da assinatura dos acordos de colaboração, foram realizadas 48 reuniões entre as partes, totalizando quase 10 meses de negociação para maximizar a revelação dos atos ilícitos praticados e das provas de corroboração. No meio desse período, foi assinado um acordo de confidencialidade considerando a complexidade das negociações e a necessidade de sigilo absoluto sobre todos os passos da negociação. Os acordos de colaboração foram assinados conforme termos e condições previstas na Lei 12.850/2013.

Para viabilizar a obtenção de todas as informações, o Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria-Geral da República, instituiu um grupo de trabalho composto por 116 procuradores da República, que tomaram os 950 depoimentos dos colaboradores, durante uma semana, em 34 unidades do Ministério Público Federal em todas as 5 regiões do país. Os depoimentos foram gravados em vídeos, que totalizaram aproximadamente 500 GB.

Assessoria de Comunicação Estratégica do PGR
Procuradoria-Geral da República

quarta-feira, 8 de março de 2017

Portel: Operação Carrancas cumpre mandados de busca e apreensão

Nesta quarta oi deflagrada hoje em Portel a OPERAÇÃO "CARRANCAS" sob o comando do delegado de Polícia Civil titular de Portel, Dr. Paulo Junqueira, Superintendência Regional do Marajó em Breves, Polícia Militar de Portel e Breves com o Grupamento Tático Operacional - GTO, Grupamento Fluvial de Polícia Civil, e GPE de Belém (GRUPAMENTO DE PRONTO EMPREGO), com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão e ainda prisões nos respectivos bairros CIDADE NOVA E PORTELINHA. A Operação começou nas primeiras horas da manhã e hoje e têm previsão de apaixonadamente uma semana de duração.

Informações: POLÍCIA CIVIL DE PORTEL

segunda-feira, 6 de março de 2017

TJPA leva serviços gratuitos a moradores a Portel, Melgaço e Bagre

Atenção, povo de Portel, Bagre e Melgaço. A partir desta segunda (6), uma ação itinerante da Coordenadoria dos Juizados Especiais do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), em parceria com várias outras instituições na Agência Barco, da Caixa Econômica Federal, irá levar serviços gratuitos aos moradores dos municípios de Portel, Melgaço e Bagre.

A desembargadora Maria de Nazaré Gouveia dos Santos, coordenadora dos Juizados Especiais do TJPA,  explica que o Juizado Especial Itinerante Ribeirinho tem por objetivo agilizar a prestação jurisdicional, com a movimentação de processos por meio da prolação de sentenças, decisões interlocutórias, despachos e realização de audiências já designadas, dentre outras matérias.

Os trabalhos, que irão se estender até o dia 15 de março, na Agência Barco, estarão sob a coordenação do juiz Max Ney do Rosário, que contará com apoio de uma equipe de três servidores do Judiciário. Por meio da parceria com a Caixa, o Judiciário promove também a disponibilização de informações de cidadania e orientações jurisdicionais, possibilitando a garantia do acesso à Justiça.

“O trabalho da Caixa, por meio da Agência Barco, é um trabalho extremamente social. Ele visa atender populações que têm menos acessos a serviços públicos, a serviços sociais, no que diz respeito à Caixa, transferência de benefícios, bolsas, cartões, e toda iniciativa de parceira nesse mesmo sentido é bastante salutar. O Tribunal tem também como objetivo levar informações, orientações no que diz respeito à população ribeirinha, a direitos, à Justiça. Então, isso só vem a somar”, destacou o superintendente Regional Norte da Caixa no Pará, Guilherme Bacellar.

Fonte: G1

Portel: Jovem é morto na Vila Velha

Mais uma morte registrada em Portel. Desta vez foi o vulgo Bebê, filho do pedreiro Codô (Rosinaldo Lobo).

Era por volta da meia noite quando moradores da vizinhança ouviram cerca de seis disparos. Não resistiu e veio a óbito.

Segundo algumas vítimas de assaltos, ele tinha passagem pela polícia.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Breves: Supostos piratas encontrados mortos no rio Curumu

Na data do dia 27/02/2017, por volta das 10:00h, tivemos noticias que 02 corpos estariam boiando as proximidades do Rio Curumu;
No dia 28/02/2017 por volta das 08:00h foram iniciadas as buscas no intuito de localizar, qualificar e saber o motivação do crime;
A PC, através da IPC Mayra , com apoio da PM e Bombeiros, deram início às buscas no provável local de crime. Ao chegar a localização repassada, soubemos através dos moradores que o corpo fora removido por familiares que compareceram ao local e fizeram o reconhecimento da vítima, que foi identificada como sendo o nacional contumaz em assaltos a balsas (pirata) GLAUSON LEAL SOARES e que por sua vez, fizeram a remoção do corpo até a residência do mesmo;
O corpo fora removido por volta das 19:00h do dia 27/02/17 e encaminhado para sepultamento por volta das 03:00h do dia 28/02/17;
Em diligências em outras comunidades como : Santa Teresina  (Curumu), soube-se que houveram trocas de tiros, mas que nenhum morador saberia identificar o motivo é quem eram os nacionais envolvidos;
Em diligências posteriores não   soubemos a real motivação do crime e também se tinha na verdade o segundo corpo, pois uns afirmavam que tinha outros não;
Nota-se o elevado estágio de decomposição, caracterizando que o crime ocorreu com no mínimo 1 semana;
Além do avançado estágio, fora percebido marcas supostamente de tortura e orifício provavelmente oriundo de arma de fogo (longa);
Em levantamento preliminar e várias diligências realizadas até o momento  não se sabe a motivação e quem seriam os autores do crime.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Portel: vaza segunda lista de lotação de professores

Mais uma lista vaza no feriado. Desta vez é a lotação de professores da escola Vicente Monteiro. Confira:
Por quê alguns possuem carga horária elevada? É porque há alguns critérios adotados. Você ainda não sabe os critérios da lotação de profissionais do magistério? Leia AQUI.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Portel: SEMED estabelece critérios para lotação de professores



Após capotar a economia e lotar de forma a atender a clientes das malícias nos governos anteriores, parece que as orientações estão mais claras, a fim de amenizar o problema da falha na alfabetização e consequente não aprovação em provas do ENEM, nesta semana o secretário de educação Rosivaldo Paranhos editou uma portaria no sentido de normatizar a lotação para o ano letivo de 2017. O documento possui nove artigos.

O artigo 1º trata da finalidade da portaria, que é a fixação de critérios para a lotação dos profissionais do magistério. Adotou, por meio do art. 2º, lotação mediante ofertas geradas nas instituições de ensino e órgãos municipais. Estabelece, via art. 3º, a ordem de prioridade:


  1. Profissionais estáveis;
  2. Profissionais efetivos, ainda em estágio probatório;
  3. Profissionais municipalizados;
  4. Profissionais temporários.

Note que a normativa prevê contratação de acordo com a necessidade, amarrando a mesma mediante a condição de avaliação curricular. Ou seja, só vai ser contratado se possuir as devidas qualificações.Esse quesito foi alvo de denúncias em congresso do SINTEPP.

O documento também busca sanar os quase eternos casos de desvio de função. É a previsão dada pelo artigo 4º, que diz que a lotação dos profissionais do magistério na função docente será “prioritariamente em sala de aula”. Mas também tenta acomodar “preferencialmente em uma única escola”, uma demanda antiga que atravessou vários congressos de professores do município.

Uma queixa que possivelmente será satisfeita é quanto a quantidade de alunos que será calculado de acordo com o número de alunos matriculados informados pelas escolas à SEMED, considerando as previsões legais.

Embora haja o estabelecimento inicial de 100 horas, há previsão no art. 7º sobre o aumento de carga horária, que fica condicionado a:


  1. Disponibilidade de turma e/ou disciplina;
  2. Habilitação específica nos anos iniciais e/ou disciplina;
  3. Maior tempo de efetivo serviço na escola e/ou em processo de aposentadoria.
COMENTÁRIO DO BLOG

Há muito tempo a lotação vinha sendo feita às escuras, sem critérios escritos. Havia, no entanto, um critério conhecido como QI (Quem Indica, sigla anteriormente usada para Quociente de Inteligência), muito apreciado por vereadores clientelistas e amado por professores acostumados com a proliferação das panelinhas. Inclusive eu estou fazendo um estudo científico para provar minha tese de que esse tipo de comportamento vem aniquilando a educação das nossas crianças e jovens. As crianças, segundo minha tese, não estão sendo alfabetizadas e os jovens não conseguem aprovação no processo seletivo das universidades públicas. Como afirma Libâneo ():

"o insucesso da escola pública deve-se ao fato de ela ser tradicional, estar baseada no conteúdo, ser autoritária e, com isso, constituir-se como uma escola que reprova, exclui os mal-sucedidos, discrimina os pobres, leva ao abandono da escola e à resistência violenta dos alunos etc."

De acordo com uma servidora que me ligou esta manhã, o secretário de educação afirmou em reunião ontem, 27, que há apenas 10% das vagas destinadas ao preenchimento das equipes das unidades escolares urbanas. Isso inviabiliza o excesso de carga horária dos mais ambiciosos, exceto se estes possuírem formação em disciplinas específicas (Ciências, Geografia, etc), que pode ainda prover carga horária em caráter suplementar. 

Há aqueles casos de professores concursados duas vezes para um mesmo ente da Federação, ou seja, o professor fez concurso para os anos iniciais e posteriormente prestou mais um concurso para os anos finais, possuindo "naturalmente" 200 horas. Acho estranho, mas a Comissão de Concurso permitiu, ainda no governo de Pedro Barbosa, e estes estão acomodados. Segundo aprendi em cursos preparatórios conduzidos por magistrados, mestres e doutores em Direito, essa permissão seria distribuída em dois entes federados. Assim, prestaria concurso para o Estado e para o Município ou Estado e União. Não sei até hoje se é para fazer jus à alcunha de Terra dos Contrários ou se é o fim encimado numa caricatura da educação de qualidade.

Outro caso esquisito que permite uma acumulação de carga horária sobre-humana é um caso que supostamente já teria sido julgado na Justiça Comum, que é o concurso para os anos iniciais e para coordenação pedagógica. Desta forma, o professor teria que dar aulas de manhã (totalizando 100 horas/mês) e mais 200 horas como coordenador pedagógico a tarde e à noite. Ou seja, o professor teria que passar o dia inteiro trabalhando, das 7 horas da manhã até as 23 horas. De tal modo que ainda é possível constatar alguns sobjamente privilegiados, compondo carga horária que vai além de 200, chegando por vezes a 300 ou até 400 horas, mas talvez não se verifique mais a pujância das 600 horas já registrada na história da educação portelense.

Portel: Jovem é morto após perseguição policial

Um jovem foi morto após suposto assalto e troca de tiros com a polícia em Portel, no fim desta tarde de terça-feira 28.

Wilson era filho do folclórico Mario Preto, conhecido fundador do bloco carnavalesco Morro de fome mas não trabalho.

De acordo com nota divulgada pela polícia, uma ligação anônima informou que três jovens estariam cometendo assaltos e ameaçando os moradores na Cidade Nova. Estes seriam Wilkinson Marcos Miranda Reis, seu irmão Ramsés e outro conhecido como Dentinho.

A polícia então empreendeu diligências no sentido de prender o trio. Por volta das 17 horas, policiais civis encontraram os acusados em um bar no bairro da Cidade Nova. Houve um confronto e Wilkinson foi alvejado na região do tórax. Após o ocorrido, este foi socorrido, mas já chegou sem vida ao Hospital Wilson da Motta Silveira. Seus companheiros conseguiram fugir.

Ainda de acordo com a polícia, Wilkinson respondia processo por posse irregular de arma de fogo e tentativa de homicídio.

Atualizado às 00:16, de 01/03/2017.

Portel: Vaza a primeira lista de lotação 2017

Não sei se é verdadeira ou oficial, mas vazou a primeira lista de lotação de profissionais do magistério do município de Portel.
A lista contém nomes de servidores concursados e minoria de contratados, como prevê a portaria de critérios de lotação.
A diminuição do número de temporários se deu por causa do retorno de servidores que estavam ou cedidos ou em disfunção.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Breves: adolescente morto em noite de carnaval

Daniel, um adolescente de 15 anos, foi morto na noite deste sábado (25), vitimado por questão banal no município marajoara de Breves, no Pará. O motivo teria sido um desentendimento por causa de um cigarro.

O crime ocorreu na avenida Rio Branco. O rapaz chegou a ser socorrido, mas não resistiu e veio a óbito no hospital local.

Até o momento, o suspeito pela autoria do crime, já identificado, não foi encontrado.

Crianças não são alfabetizadas e jovens não são aprovados em processo seletivo

Fui recentemente a uma comunidade interiorana e ouvi durante longos minutos alguns pontos de vista.
Após a repetição de mais de 30 vezes o termo emprego, conclui que a questão que os preocupa não é a educacional.
Mostrei menha tristeza e, claro, não gostaram muito da minha observação.
Fico decepcionado com esse tipo de questionamentos porque sou conhecedor da realidade do interior. Há um alatmante fracasso em termos de alfabetização das crianças. Quais os rumos que devemos tomar?
Outro ponto é que a juventude não consegue aprovação no processo seletivo das universidades públicas. Nesse ano de 2017, por exemplo, apenas dois jovens obtiveram êxito. E são uriundos do meio urbano, o que reforça a minha opinião sobre a preocupação que não foca nas crianças e adolescentes.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Portel: Celpa tira gato do Banco do Brasil

Depois de denúncia publicada aqui no blog Educadores de Portel, funcionários da Celpa foram flagrados retirando a ligação clandestina de energia elétrica, conhecida popularmente como "gato", que se encontrava no Banco do Brasil. 

VEJA AQUI A POSTAGEM SOBRE O GATO NO BANCO DO BRASIL

Mensagem recebida as 19:10, de 24/02/2017. Os fatos não passam despercebidos. estava lá na hora que chegaram na maior ignorância sem o menos avisar que iam desligar a luz.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

MPF/PA: tribunal condena desmatadores pegos pela operação Ouro Verde II

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) deu provimento aos recursos de apelação interpostos pelo Ministério Público Federal (MPF) e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e condenou uma empresa e três empresários de Paragominas (PA) ao pagamento de R$ 10,2 milhões em indenizações por danos materiais e danos morais coletivos por fraudes no sistema de controle ambiental.

Os condenados são a D.M.E Indústria e Comércio de Carvão, Domingos Santos Lima, Esaú Gomes Ferreira, Francisco Bezerra da Silva e Maria do Carmo Rodrigues dos Santos, pegos pela operação Ouro Verde II, realizada em 2007 pelo MPF, Ibama e Polícia Federal.

O MPF denunciou que os condenados fraudaram o sistema de emissão do Documento de Origem Florestal (DOF), que corresponde a uma licença obrigatória para o controle de transporte e armazenamento de produtos e subprodutos florestais de origem nativa.

A inserção de dados falsos no sistema DOF permitiu que grande número de empresas passasse a ter créditos fictícios, “legitimando, desse modo, operações de comercialização de madeiras extraídas de forma ilegal”. Além da inserção dos créditos, o grupo imprimia guias DOFs para acobertar o transporte dos produtos.

Ao analisar o processo, o relator, desembargador federal Souza Prudente, sustentou que a Constituição impõe aos poderes públicos o “dever de assegurar a efetividade do direito fundamental ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, afastando-se, assim, numa interpretação sistêmica, a novação privatista do princípio da dominialidade estatal que ainda literalmente restou escrito no texto constitucional”.

Destaca o magistrado que a Constituição determina o dever impositivo ao poder público de assegurar a “efetividade do direito fundamental ao meio ambiente sadio como direito de todos e também a responsabilidade social de todos em garantir esse direito fundamental”.

O desembargador observa ainda que a lei da “política nacional do meio ambiente, que é anterior ao texto constitucional e lhe que serviu de inspiração, já estabelecia e ainda estabelece, ao instituir a política nacional do meio ambiente, neste País, iluminada pelas conclusões da Conferência Mundial de Estocolmo, em 1972, no sentido de que compete ao Ibama executar a política nacional do meio ambiente e atuar, ainda que supletivamente, no licenciamento de atividades efetivas ou potencialmente poluidoras”.

Assevera o relator que a “incolumidade do meio ambiente não pode ser comprometida por interesses empresariais nem ficar dependente de motivações de índole meramente econômica, ainda mais se estiver presente que a atividade econômica, considerada a disciplina constitucional que a rege, está subordinada, dentre outros princípios gerais, àquele que privilegia a defesa do meio ambiente, que traduz conceito amplo e abrangente das noções do meio ambiente natural, cultural, artificial (espaço urbano) e de meio ambiente laboral”.

O magistrado afirma que o princípio do desenvolvimento sustentável, “além de impregnado de caráter eminentemente constitucional, encontra suporte legitimador em compromissos internacionais assumidos pelo estado brasileiro e representa fator de obtenção do justo equilíbrio entre as exigências da economia e as da ecologia subordinada, no entanto, a invocação desse postulado, quando ocorrente situação de conflito entre valores constitucionais relevantes, a uma condição inafastável, cuja observância não comprometa nem esvazie o conteúdo essencial de um dos mais significativos direitos fundamentais: o direito à preservação do meio ambiente, que traduz bem de uso comum da generalidade das pessoas, a ser resguardado em favor das presentes e futuras gerações.

Segundo os demais desembargadores, acompanhando o voto do relator, “ficou demonstrada na espécie, a ocorrência do dano ambiental, caracterizada pela comercialização ilegal de 9.991,385 m³de madeira, bem como do dano moral coletivo, resultante da agressão difusa derivada dessa conduta ilícita, impõe-se o dever de indenizar”.

A decisão foi divulgada pelo TRF-1 nesta segunda-feira, 20 de fevereiro.

Processo nº: 2008.39.00.011767-9/PA

(Texto: Assessoria de Comunicação Social do TRF-1, com complementações para inserir os nomes dos condenados)

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação

Pontuação da manhã 24/02/2017

Não há projetos;
Ações totalmente aleatórias;
Prática ortodoxa sem possibilidade de avanços;
Segue mais orientações políticas do que técnicas;
A prova dos 9 acontece em 2018.
PS: Resultados são previsíveis até para quem não tem poder de análise.

Pontuação da manhã 23/02/2017

Patrulhamento ideológico;
Ostracismo;
Acolhimento ao inimigo;
Advogada da linha inimiga;
Falha detectada pelo MP;
Não há denúncias ao MP;
Cassação iniciada.
PS: Verifiquei situação: pontos são vulneráveis.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Portel: Governo de Portel quita 50% do salário de dezembro devido aos temporários nesta quarta 22

O pagamento correspondente ao mes de dezembro de 2016 devido aos servidores temporários vai estar disponível a partir das 6 horas da manhã desta quarta-feira 22. 

O governo de Portel, na pessoa do prefeito Manoel Oliveira dos Santos, o Manoel Maranhense, pactuou acordo com o SINTEPP de pagamento em duas parcelas da dívida deixada por Paulo Ferreira com os servidores públicos contratados. 

A antecipação se deu por conta de feriados e rotina bancária que poderia comprometer o pagamento na data prevista no acordo, ou seja, data prevista era o dia 28, quando se celebraria a primeira parcela estabelecida em 50%. 

Depois de amanhã, resta aos servidores públicos temporários aguardarem a próxima parcela dos demais 50% marcada para até o dia 10 de março.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Questionamentos sobre minha posição política

Ás vezes sinto que as pessoas, diante de eu ser dono de uma mídia famosa, querer manipular minha cabeça no sentido de obter diversos tipos de objetivos. Eu tenho que ser sempre atento em evitar que injustiças sejam cometidas.

Eu sei que o desejo é de vingança, retaliação e outros desejos que não cabem a mim decifrar dentro da maldade do ser humano e suas nuances psicológicas.

Nesta semana, um amigo questionou o porquê de eu não estar atacando o governo de Manoel Maranhense. Ele indagou: "Tem alguma coisa que te prende a ele?". Eu simplesmente respondi que está no começo do governo e que à administração do Paulo Ferreira dei cerca de um ano e meio, sob a perspectiva de que seria leviano de minha parte atacar um governo que tenta endireitar problemas deixados pela administração anterior.

Sou perspicaz, inteligente (dizem), bem formado (em duas universidades), criativo, habilidoso (digito sem olhar no teclado, bom de português e em informática, falo mais de dois idiomas estrangeiros, conheço minha realidade de mundo, sei fazer projetos, etc). Mas não sei puxar saco... Nesse quesito, creio ser oportuno dizer que, embora não saiba puxar saco, sei muito bem valorizar meu serviço. No blog, portanto, não valorizo ninguém, exceto se pagarem regiamente meus serviços, porque tudo isso elencado nesse parágrafo não foi conquistado com vagabundagem. Sempre fui bom aluno, estudante dedicado e por isso eu cobro valores monetários pelos meus serviços. 

Como dizia um aluno da região da Campinas (Acutipereira), "o cara que vende mercadoria sem cobrar sua parte é um palhaço". E eu não uso de minha sabedoria pra beneficiar alguem sem minha parte.


Breves: jovem é morto a pauladas

Um jovem foi assassinado de forma brutal na frente de uma boate na noite de ontem.
As pancadas foram tão violentas a ponto de expor os olhos e esbugalhar os globos oculares.

Portel: Jovem morto a queima roupa

Um jovem chamado Cleme foi morto a queima roupa nas proximidades de uma boate na Vila Velha, em Portel, município do Arquipélago do Marajó.

De acordo com informações de amigos e parentes, um motoqueiro se aproximou em disparou dois tiros no peito do jovem.

O corpo está sendo velado na casa dos pais, em residência localizada na Rodovia Portel Tucuruí, próximo da Igreja Velha.

Ainda não se tem pista das mortes que acontecem de forma estranha em Portel.

Recentemente um vigilante da casa do prefeito Manoel Maranhense foi morto de forma semelhante e ninguém consegue desvendar os casos misteriosos de assassinatos.